5 de outubro de 2010

"Estou aqui ! Lembrem-se de que existo !"

Encontro-me muitas vezes na seguinte situação:


Em convívio com os pais:
- Olha mãe, eu hoje…
- Óh Zé! É preciso trazer cerveja ?
- Pois mãe, como eu estava a dizer…
- Não Nela! Ainda há cerveja!

Porra!
São capazes de me ouvir?
A sério, apetece-me gritar com eles, exigir nem que seja um minuto de antena.
Depois, eles ainda se vêm queixar que eu nunca falo com eles, que não convivo com eles, que estou sempre fechada, que estou sempre no computador…
O que eles não entendem é que até na porcaria do computador há gente que me ouve.
Eu gosto muito dos meus pais, a sério que sim, mas às vezes sinto-me ignorada. Perco logo a vontade de dizer seja o que for.

Sem comentários:

Enviar um comentário