30 de novembro de 2010

My Life in Words #24

Terça-feira, 30 de Novembro de 2010

Querido diário,

A visita de estudo à Alfândega do Porto foi única!
O corpo humano como nunca tinha visto... Cada osso, músculo, articulação.. Bebés com semanas.. Cada promenor.. E TUDO real! Corpos doados à ciência.
Espetacular, sem dúvida.


Hoje dei por mim a pensar numa música que havia esquecido à uns bons anos. Ela deixou de passar na televisão e fui esquecendo...
Quando a ouvi de novo, todas as memórias desses tempos voltaram à minha cabeça. O dia não podia ter corrido melhor...


Sim.. Eu sei que a qualidade está péssima (porque é filmado de uma televisão, acho eu) e que a música é francesa.
E depois ? O refrão é de cortar a respiração...

29 de novembro de 2010

My Life in Words #23

Segunda-feira, 29 de Novembro de 2010

Querido diário,

O fim de semana passa sempre a voar!
E hoje tive teste... Espero que tenha subido o raio da nota!

Hoje na aula de português descobri uma coisa sobre mim que até agora desconhecia. Sempre que se fala num assunto com o qual eu me relaciono, seja de que forma for, eu sorrio e aceno, às vezes, ligeiramente com a cabeça.
Que estranho!

Hoje foi o dia dos "Foras" para mim...
Fico um bocado perdida quando isso acontece, porque as pessoas dizem, por exemplo:

- Olha! Vou ter contigo a não-sei-onde!
- Olha! Preciso que venhas fazer isto por mim, eu já te ensino!

E de repente desaparecem...´
Torna-se desesperante! 

28 de novembro de 2010

My Life in Words #22

Domingo, 28 de Novembro de 2010

Querido diário,

Estou muito aborrecida! Não tenho nada de jeito para fazer!
Quer dizer, segundo a minha mãe, não é bem assim... Tenho o quarto para arrumar, tenho de estudar, tenho que isto e mais aquilo...
Mas é aí que a preguiça ataca.
Ai vida!

Hoje percebi que tomar decisões de cabeça quente, por influência de maus sentimentos, como por exemplo, a raiva, o ciúme, a inveja, pode ser muito prejudicial para nós.
Mais vale parar, deixar passar um bom tempo, arrefecer as ideias e conversar, primeiro connosco (monólogo) e depois, se outras pessoas estiverem envolvidas, com os outros.
Os impulsos não são as melhores opções...

27 de novembro de 2010

My Life in Words #21

Sábado, 27 de Novembro de 2010

Querido diário,

Hoje o dia passou depressa demais.
Tanta coisa para fazer e acabei por não fazer nada!
Este frio não ajuda em nada...

Ouve-se frequentemente a frase: "As pessoas mudam..."
Tendo em conta a minha experiência como adolescente, essa frase é uma grande mentira...
E é mentira porque por muito que nós o tentemos evitar, a não ser que tenhamos uma boa consciência e força de vontade, os mesmos erros voltam a ser cometidos.
E as pessoas que os cometem, independentemente das vezes que o fazem, acham sempre que têm razão.
Mas o tempo, por muito que passe, faz sempre com que as pessoas se arrependam.
Porém, é tarde demais...

26 de novembro de 2010

Liberdade

A liberdade existe de várias formas, mas para mim, a de expressão é a mais importante, por razões óbvias.



A Liberdade, não só é uma dádiva, mas é também um direito. Todos temos direito a pensar e a ter uma opinião, por mais rudimentar que seja, por mais errada que esteja, é aquilo que temos em mente, é aquilo em que acreditamos.

A liberdade é algo que se reflecte no nosso dia-a-dia, como por exemplo, no facto de podermos ler e ouvir o que quisermos; estar com quem quisermos, independentemente de raça, sexo, formato, simplesmente não interessa; retaliar quando alguma coisa não está bem e, consequentemente, não nos faz sentir bem, é o facto de pessoas como eu poderem criticar o que não está bem na sociedade de hoje em dia ou simplesmente dar uma opinião.


A Liberdade faz de nós, quem somos hoje.






“Penso, logo existo” – René Descartes

My Life in Words #20

Sexta-feira, 26 de Novembro de 2010

Querido diário,

Ai, como sabe bem dormir mais duas horinhas...
E como sabe bem estar no último dia da semana!

Mas e agora ter teste na segunda? Já não sabe assim tão bem...
Estámos a entrar na "recta final" de avaliação do Período, vão ser testes uns atrás dos outros, a começar na próxima semana. Há que estudar muito...
Ser estudante também cansa.

Mas também há que aproveitar... E assim vou-me embora, porque é dia de frango...

My Life in Words #19

Quinta-feira, 25 de Novembro de 2010

Querido diário,

Lá se foi a greve, voltou a escola. E com força! Às 8:15!
Enfim.. Tem de ser...
Mas fiquei satisfeita ao fim do dia.. Boas notas..

Este ano, nota-se que um acentuado número de pessoas da minha idade, e não só, está preso aos seus tempos de infância (Só para mostrar ao professor de Português que sei o que é uma perífrase eufemística).
Mas é verdade.
Hoje em dia, pelo que vejo, não se consegue distinguir algumas pessoas de 9º ano, de outras de 6º e 7º...
Não fisicamente, (porque eu cá nem a 1,60m chego) mas sim psicológicamente.
As atitudes deles são as mesmas que eu tinha quando andava na primária.
Ou isto anda mesmo tudo a regredir, ou eu sou.. anormal, por assim dizer.

24 de novembro de 2010

My Life in Words #18

Quarta-feira, 24 de Novembro de 2010

Querido diário,

Sabe tão bem desfrutar uma greve a meio da semana! Vem mesmo a calhar...
Foi um dia muito bom. Não fiz o que tinha planeado fazer, que era absolutamente nada, fui sair, só porque gosto de fazer as pessoas felizes!
Bem.. Tem dias..
E já tenho visto dias mais bonitos.

As pessoas são tão diferentes umas das outras!
De todos os tamanhos, cores e feitios...
Com culturas diferentes, formas de vestir diferentes, comidas diferentes, formas diferentes de pensar.
E depois há o Racismo.

E há um texto que eu adoro sobre o racismo:
"Um homem branco disse:
- Pessoas de cor não são permitidas aqui!
Um homem negro voltou-se e depois disse:
- Ouça senhor, quando eu nasci, eu nasci preto;
enquanto crescia, eu era preto;
quando estou doente, eu sou preto;
quando estou muito tempo ao sol, sou preto;
quando tenho frio, sou preto;
e quando morrer, serei preto.
Mas você senhor, quando nasceu, nasceu cor-de-rosa;
enquanto crescia, era branco;
quando está doente, fica esverdeado;
quando está muito tempo ao sol, fica vermelho;
quando tem muito frio, fica azul
e quando morrer ficará roxo.
E ainda tem a lata de me chamar pessoa de cor?

O homem negro sentou-se e o branco afastou-se..."

Brilhante, não é?

23 de novembro de 2010

My Life in Words #17

Segunda-feira, 23 de Novembro de 2010

Querido diário,

Hoje é um dia especial, para alguém especial...
O meu querido primo, grande amigo e confidente, Rafael Bastos, faz 19 anos!
Que velho!
Enfim, prometi que o diário era para ele, hoje, e assim o vou fazer.
És uma pessoa muito importante para mim, apesar de te mandar à merda muitas vezes, é verdade. Tens ideias estranhas, és estranho, e eu adoro-te imenso!
Nunca aturei ninguém durante tanto tempo sem me fartar! Mas a verdade é que em meros segundos me fazes rir que nem uma perdida, se é que te lembras de ontem...
O que eu queria mesmo dizer é que és-me muito importante e és-me fundamental, um grande amigo, um primo, um irmão...
Estás comigo desde sempre e para sempre!



Agora alguma propaganda:

- O meu primo é um "BeeTuber". Ele é o maior fã da Beyoncé ( a Bee ) e tem montes de vídeos ÚNICOS dela, por isso visitem-no, digam que vieram da minha parte ->   http://www.youtube.com/user/BeyBoy91

22 de novembro de 2010

My Life in Words #16

Segunda-Feira, 22 de Novembro de 2010

Querido diário,


Como a época natalícia se aproxima cada vez mais, nós começamos a pensar e a fazer coisas típicas, como por exemplo, pensar em prendas, decoração, entre outras coisas... Eu cá penso no circo.
Não, não é mentira, nem é ironia. É a mais pura da verdade. Sempre que se aproxima o Natal eu penso no circo, que é uma coisa que se vê mais nessa altura..
A última vez que me lembro de ter ido ao circo foi à 4 ou 5 anos. Fui com a Rita.. Mas nunca fui com os meus pais...
E como é Natal e aquele espírito de união anda no ar, eu queria ir era com os meus pais. Não sei porquê, mas era com eles que eu queria ir, e nunca fui.
Ainda hoje fico há espera, como se fosse pequenininha...

21 de novembro de 2010

My Life in Words #15

Domingo, 21 de Novembro de 2010

Querido diário,

Fotografias são uma forma de memória, recordação.
Guardam alguns momentos importantes para nós ou apenas coisas que gostamos e que achamos piada.
Hoje eu tirei a fotografia mais fofinha ao meu gato! Ela mostra, não só o quanto ele é preguiçoso, mas também o quanto ele é querido.
Como a minha sobrinha esteve cá, eu decidi tirar umas fotos. O meu gato estava a dormir no sofá e, ao tirar uma foto, ele "acordou" com o flash e ficou nesta pose.
Lindo não é?

My Life in Words #14

Sábado, 20 de Novembro de 2010

Querido diário,

Passar algum tempo com a família mais próxima é muito bom.
Existem tantas coisas para fazer! Hoje jogamos às cartas...
A sorte de principiante da minha mãe dura muito tempo. Tempo demais até! Arrasou-me completamente!
Depois com o meu pai já foi diferente. Como ambos somos "profissionais", foi muito renhido, mas ele lá acabou por ganhar o jogo. Perdi por uma ronda!
Deu para rir...
É importante passar tempo com os pais.

19 de novembro de 2010

My Life in Words #13

    Sexta-feira, 19 de Novembro de 2010

Querido diário,

A frontalidade é algo que eu admiro em algumas pessoas. E já explico o que quero dizer com "algumas".
Antes de mais, a frontalidade é algo que é fundamental, não apenas em relacionamentos, amizades, etc, mas basicamente em todo o lado.
Por exemplo, vamos a um café, não gostamos do café, só temos de reclamar, mandar vir outro; se não gostamos de uma pessoa, não estámos com ela, há mais gente no mundo, venha o outro...
Quem tem vergonha passa mal, é verdade. Mas no entanto, e agora passo a explicar o significado de "algumas", existem, de facto, pessoas que não medem bem aquilo que lhes sai da boca, nem quando lhes sai da boca.
Pessoas não têm noção das alturas apropriadas para dizer o que quer que seja, a quem quer que seja, e essas pessoas não conquistam, por assim dizer, a minha admiração ou aceitação do que é a sua versão de frontalidade, e não deveriam de receber a de ninguém.

18 de novembro de 2010

My Life in Words #12

Quinta-feira, 18 de Novembro de 2010

Querido diário,

A Vânia.
A Vânia é uma pessoa no mínimo espetacular!
É muito boa pessoa, tens os pés bem assentes na terra, é muito adulta quando tem que ser... Mas tem tanta piada!! É verdade, ela faz-me rir tanto!

Hoje o regresso a casa foi do mais cómico de sempre!
Nunca me ri tanto. E ainda começo a rir quando me lembro do riso dela, quando é com vontade, de como ela reage a encontrões de pessoas desconhecidas ou de quando o pai dela a assusta...
É, sem dúvida, uma grande amiga.
Gosto muito dela!

My Life in Words #11

Quarta-feira, 17 de Novembro de 2010

Querido diário,

A Juliana pediu-me para traduzir o meu texto: "Your Guardian Angel".
Eu como sou muito gentil, vou fazê-lo...
Por isso, aqui vai:

"Há coisas que vêm. Outras que vão. E outras que nunca são esquecidas.
As pessoas cometem erros. As pessoas escolhem maus caminhos. As pessoas mentem. As pessoas magoam.
Somos ignorantes.
E depois choramos...
Choramos pelas coisas que fizemos. Choramos pelas coisas que não fizemos. Choramos pelas coisas que deixamos escapar com tanta facilidade.
E de que é que isso nos vale?
Nada.
O tempo não volta atrás. A vida continua. mas memórias permanecem.
Tu permaneces, independentemente de tudo.
E quer gostes quer não, quer te lembres de mim ou não, quer no céu ou no inferno, serei para sempre o teu Anjo da Guarda."

Espero ter feito a Juliana feliz....

16 de novembro de 2010

My Life in Words #10

Terça-feira, 16 de Novembro de 2010

Querido diário,

O trabalho de um estudante é estudar. Estudar, estudar, estudar!
É impressionante a quantidade de coisas que nos cabe, ou deveria caber, na cabeça...
É que ela nunca rebenta!
Enfim, nota-se que não tenho assunto, não é?

Amanhã tenho teste de Geografia.
Este é o único teste que eu não gosto. Não é por a matéria em si, é mais pela quantidade a estudar.
É que só há um teste por período... O que significa que temos de estudar tudo o que demos... O que é um bocado saturante, mas tem de ser.
Não me posso queixar muito. Os de história requerem respostas às vezes de 15 a 20 linhas e são dois testes por período.
Ainda vou dar mais uma vista de olhos na matéria... Ver se está tudo em ordem... Beber o meu cházinho..
Depois vou dormir!
Está um frio que não se aguenta!

15 de novembro de 2010

My Life in Words #9

Segunda-feira, 15 de Novembro de 2010

Querido diário,

Rir:
-o melhor remédio para a solidão;
-uma forma de aproximar pessoas;
-faz-nos sentir vivos;
-rejuvenesce-nos;
-é bom.


Faz-nos felizes!


Quem não ri é monótono, infeliz, de certeza.
Por isso, o meu conselho, riam o mais que puderem!




P.S: Estou mesmo sem ideias hoje! Mas foi um dia muito bom. Ri muito!

14 de novembro de 2010

Crescer muito também cansa

Custa muito passar de “comer e dormir” para “fazer o almoço e arrumar o quarto”. É verdade.

Num momento somos miudinhos sem preocupações, corremos, brincamos, não existe nada dentro de nós a não ser inocência e de repente cai-nos tudo em cima, responsabilidades atrás de responsabilidades, acordar cedo, fazer refeições, estudar, não esquecer isto, ter de fazer aquilo…
É cansativo.
Pessoalmente, tenho saudades de quando era a mãezinha a fazer tudo, mas um dia não vou ter a mãezinha ali. Por isso é que passamos a ter responsabilidades, temos de cuidar de nós.
Por muito que deteste acordar cedo, por muito que deteste arrumar, por muito que não me apeteça ir trabalhar, tenho que o fazer, porque ninguém o vai fazer por mim a não ser que tenha rios de dinheiro.
Mas crescer cansa, de facto, muito.

My Life in Words #8

Domingo, 14 de Novembro de 2010

Querido diário,

Ah Domingo .. Dia de ter a famelga toda em casa.
É bom, ter pessoas cá. A rotina muda de certa forma.
É preciso acordar mais cedo um bocado para preparar as coisas (ou não); em vez de ser um almoço e jantar para 3 é para 7 ou 8 se contar com a bebé, que agora também já vai comendo, por isso sim, para 8; há mais tema de conversa, fala-se de tudo o que há para falar, entre outras coisas.
Tenho que estudar hoje. Se bem que já devia de ter começado...
Mas pronto, a preguiça tem destas coisas e o teste também é só na quarta. Ainda vou muito a tempo.
Quero ver se escrevo mais alguma coisa antes de começar, por isso é melhor ir indo...

13 de novembro de 2010

My Life in Words #7

Sábado, 13 de Novembro de 2010

Querido diário,

Está a chover, o meu quarto está um caos, tenho de estudar e estou maldisposta. Que combinação, não achas?
Hoje de manhã vim ao blog e acho que me tenho "esquecido" de escrever textos que não façam parte do My Life in Words, por isso fui à lista de tópicos e escrevi sobre a Toxicodependência.
Esta tal lista de tópicos é uma lista de temas para textos que me foi fornecida pelo meu professor de Português este ano.
É graças a ele que tenho escrito tanto ultimamente. Foi ele que me impulsionou!
Por isso muito obrigado 'stor!
Agora vou fazer chá... Ai vida!

Toxicodependência

As drogas estão cada vez mais presentes na nossa sociedade.

Seja onde for, é muito fácil encontrar alguém que as possa fornecer.
Mas independentemente de toda a informação que haja acerca da droga, dos seus perigos e consequências, existe um crescente número de adolescentes dependentes destas substâncias.
Porquê?
Cada um tem os seus motivos, mas geralmente é devido a problemas a nível familiar, pessoal e, outras vezes, é por pensarem que têm alguma coisa a provar…
Para quê?
Supostamente as drogas servem como uma forma de esquecer problemas, nem que seja temporariamente.
Na realidade, as drogas só trazem males, como por exemplo: perda de auto-estima, sem esta quem somos nós? Basicamente, deixamos de existir; perda de amigos, o que é normal visto que mudamos completamente quem somos; perda de dignidade, porque optamos pela “saída fácil”, procuramos esquecer os problemas e não como resolvê-los ou então encontrar uma maneira de os atenuar sem dar a volta.
Há que pensar bem na nossa vida antes de tomar a decisão de entrar num mundo destes. Pensar no que pode acontecer, pensar na maneira em como nos vai afectar e às pessoas que nos adoram.

Depois poderá ser tarde demais…

12 de novembro de 2010

My Life in Words #6

Sexta-feira, 12 de Novembro de 2010

Querida diário,

O fim-de-semana chegou, finalmente!
Ah! Como eu adoro as Sextas-feiras... As disciplinas a ter não são muito más, por isso o dia passa, no geral, rápido o suficiente.
Quando chego a casa não se tem preocupações de nada... Não há que fazer logo trabalhos de casa, não há que estudar, não há que nada... É como que um alívio.
Hoje é um dia especial.
É o aniversário de dois amigos de infância, por isso, ao Rodolfo e à Ana Raquel, muitos parabéns!

O momento mais surpreendente do dia... Teste surpresa a inglês!
Que fácil...
Venha este e muitos outros.
Se os outros testes também fossem assim...
Enfim, escola.. 

11 de novembro de 2010

My Life in Words #5

Quinta-feira, 11 de Novembro de 2010

Querido diário,

Hoje é dia de S. Martinho. Dia de interrupção escolar, o que para a maior parte de nós significa feriado. O que sabe muito bem!
Também precisamos de descanso...
E foi basicamente isso que eu fiz hoje, descansar.
Mal cheguei a casa fui dormir... Por isso, não tenho nada de interessante para contar, nada se passou hoje.
Talvez possa falar de passar tempo com os amigos fora da escola. É uma coisa, de facto, importante.
Há mais privacidade, podemos falar das coisas de outra maneira e fazer coisas que não fazemos na escola por falta de disponibilidade.
É verdade que estamos juntos na escola, mas as circunstâncias são muito diferentes...
É necessário alimentar uma amizade de várias formas. Estar na escola apenas não chega.

10 de novembro de 2010

My Life in Words #4

Quarta-feira, 10 de Novembro, 2010

Querido diário,

Que seca de dia!
Bem, não na totalidade. A manhã ainda foi hilariante!
Não me lembro de ter chorado a rir assim em toda a minha vida...

Hoje, em conversa com uma antiga colega, percebi (porque eu percebo sempre alguma coisa) que quando as pessoas se afastam, por exemplo, mudam de turma ou coisa do género, a sua amizade acaba por sofrer alterações também.
Aquela cumplicidade que fazia com que conversássemos mais amiúde vai dasaparecendo. O que é uma pena, mas é verdade.
Não em todos os casos, é claro, mas para nós, adolescentes, na maior parte deles acontece isto. Até porque vamos conhecendo novas pessoas, estabelecendo novas prioridades.
Também não estou a dizer que esquecemos pessoas ou momentos com elas, apenas que passam para um segundo plano na nossa vida. 

9 de novembro de 2010

My Life in Words #3 (Parte 2)

Terça-Feira, 9 de Novembro de 2010





Querido diário,


Eu sabia que ia ter mais alguma coisa para contar hoje... É o meu destino.
Queres saber de uma das coisas que me tira do sério?
Mesmo que não quisesses...
Enfim.
Às vezes as pessoas discutem. Por exemplo, eu e uma amiga discutimos, ficamos de costas viradas. E depois, chegam os terceiros a dizer:
"- Olha! Eu 'tou do teu lado, 'tá ?"
Que nervos!
É alguma coisa com eles?
Tudo bem que tenham a sua opinião, mas que a guardem para dentro, não se venham meter.
E melhor ainda! Há casos onde eles dizem que "estão do nosso lado", mas dizem às duas pessoas, ou seja, tanto estão bem à nossa frente como estão a falar de nós nas costas. É tudo veneno.
Pena é essas pessoas não morderem a língua...

My Life in Words #3 (Parte 1)

Terça-Feira, 9 de Novembro de 2010

Querido diário,

hoje acordei muito inspirada. E como está a chover escrevi este texto:   Caem gordas, sonoras, monótonas pingas de chuva .
Agora que está pronto, só me apetece ir dormir outra vez... Mas não posso. De caminho já é hora de almoço e eu estou para aqui a bocejar de pijama.
Odeio a preguiça...Ainda para mais com esta chuva.
Enfim, hoje ainda volto para te actualizar. É que tenho mesmo a certeza que vou ter algo mais para contar logo, quando voltar da escola.
Mas por agora, é tudo.


Caem gordas, sonoras, monótonas pingas de chuva

E ela espera. Desespera.

Pensa no dia em que te viu, em que te tocou pela primeira vez.
Quando os teus braços a envolveram e ela não sentiu mais nada a não ser o teu amor. Nem as gotas de chuva, que caiam sem cessar, ela sentiu.
Foi levada para o teu mundo. Um mundo onde reinava o vosso desejo; um mundo onde só havia espaço para vocês os dois.
Nada vos conseguiria separar ali. Tornaram-se num único ser, uma única alma, um único coração. Parecia perfeito.
Mas tu largaste.
Largaste e foste embora. Sem um olhar, sem um beijo, sem uma explicação.
Ela ficou debaixo daquela chuva, à espera. À espera que voltasses, à espera que a abraçasses de novo, à tua espera.
Mas tu não voltaste.
Sempre que chove ela lembra-se de ti, de toda a emoção que lhe deste. E ao lembrar ela sente novamente o teu perfume que lhe aperta o coração.
E ela continua a esperar. A desesperar.

8 de novembro de 2010

My Life in Words #2

Segunda-feira, 8 de Novembro de 2010

Querido diário,

esta coisa da Casa dos Segredos já me está a revoltar o estômago! Acreditas que discuti com a minha mãe por causa disso? Isto não é normal! O mundo está perdido...
Enfim.
Raio de concursos...

Actualmente, já ninguém quer amar. Dizem todos:
"- Ah, para quê? O amor só magoa!"
Gente ignorante...
O amor não magoa!
A rejeição magoa, a solidão magoa, perder alguém magoa e todos confundem isso com amor. De facto, o amor, é a única coisa neste mundo que consegue cobrir e eliminar toda a dor e que nos faz voltar a sentir bem.
Por isso amem !
Amem quem vos ama, amem quem não vos ama, amem para viver e vivam para amar!


P.S.: O meu pai ficou do lado da minha mãe naquela discussão da casa dos segredos. Que injustiça...
Aquele casal já deu o que tinha a dar, não? Que seca de programa!

7 de novembro de 2010

My Life in Words #1

Domingo, 7 de Novembro de 2010

Querido diário,

a paixão é a coisa mais perigosa que pode acontecer a um adolescente sem cérebro. É verdade !
A pessoa passa a ser menos racional do que o que já é, porque o seu principal objectivo passa a ser possuír o objecto ou pessoa que lhe causou desejo. Quando essa irracionalidade trespassa barreiras, transforma-se em obsessão.
Muitos teens têm muita sorte em serem correspondidos ( nem que seja só pela semana que se segue, depois a paixão passa e toca a rodar o resto da escola ), porque se não o fossem, solução: Suicídio.
Sinceramente...
Acham que já são "grandes" o suficiente. Acham que já sabem tudo. Acham que é tudo muito fácil.
Preguiça de esperar...
Eu cá não tenho pressa. Tenho o tempo todo do mundo para amar, e é assim que deve ser.
A paixão mata.


6 de novembro de 2010

Your Guardian Angel

There are things that come, others go... And others are just never forgotten.
People make mistakes. People choose the wrong paths. People lie. People hurt.
We're ignorant.
And then we cry.
Cry for the things we've done. Cry for the things we didn't do. Cry for letting things go away so easily.
And what does it worth ?
Nothing.
Time does not go back. Life goes on.
But memories remain.
You remain. Nomatter what.
And whether you like it or not. Whether you remind me or not. Whether you like me or not. Whether in heaven or hell, I will always be Your Guardian Angel.

Three Days Grace - Pain




Eu entendo.

3 de novembro de 2010

Novo Projecto: My Life in Words

Brevemente, vou começar um novo projecto que se irá chamar “My Life in Words”.

Basicamente, este projecto vai ser uma espécie de diário. O meu diário, adaptado ao público, claro.
Vai servir para eu treinar a escrita e para, possivelmente, no futuro eu poder ver a minha evolução.
É um projecto sem prazo. A partir do momento em que começar, nunca se sabe onde vai acabar.

O Tempo Que Consagro À Tv

Pode dizer-se que eu e a televisão estamos de relações cortadas.


A verdade é que a internet “matou as estrelas de televisão”. Desde que tenho internet que esqueci completamente a tv.

É claro que há sempre uma coisa ou outra que vejo de longe a longe, mas já nem vejo até ao fim. Aborreço-me e venho para o computador. Por isso o tempo que eu consagro à tv são umas meras horas por semana.

Houve, porém, uma fase na minha vida em que era exactamente o contrário.

Eu era capaz de estar uma tarde inteira à frente da televisão. Conhecia os canais todos de trás para a frente e vice-versa. Até o comando eu conhecia de cor!

Mas um dia chegou a internet…

2 de novembro de 2010

Sou Feliz Por Ter Nascido

Será que sou mesmo?



Neste mundo que grita crise, terror, catástrofes, intrigas, inveja, ódio, medo, vingança por todo o lado?

Sou, sim.

É verdade que a vida tem destas coisas más, mas viver consiste em aproveitar as boas ao máximo, como por exemplo o amor, a felicidade, o carinho, a partilha, a generosidade e a verdadeira amizade.

Sim, a verdadeira amizade. Não aquelas amizades de “Bom dia”, “Gosto tanto de ti” pela frente e facadas por trás.

Não.

A verdadeira amizade, como já tinha referido num dos meus primeiros textos, é aquela onde são partilhados interesses comuns, pensamentos dos mais profundos, sentimentos de todos os géneros. Sem medos, sem vergonhas, sem nada.

Já chega de falar de amizades, estou a sair fora do contexto. Faço isso muitas vezes, já reparei.

Enfim, ninguém é COMPLETAMENTE feliz, mas vai-se vivendo dentro dos possíveis.
Por muito má que a vida possa ser, há sempre alguém que está pior. E são essas coisas que temos de ter em conta, para que possamos sempre seguir em frente.