14 de novembro de 2010

Crescer muito também cansa

Custa muito passar de “comer e dormir” para “fazer o almoço e arrumar o quarto”. É verdade.

Num momento somos miudinhos sem preocupações, corremos, brincamos, não existe nada dentro de nós a não ser inocência e de repente cai-nos tudo em cima, responsabilidades atrás de responsabilidades, acordar cedo, fazer refeições, estudar, não esquecer isto, ter de fazer aquilo…
É cansativo.
Pessoalmente, tenho saudades de quando era a mãezinha a fazer tudo, mas um dia não vou ter a mãezinha ali. Por isso é que passamos a ter responsabilidades, temos de cuidar de nós.
Por muito que deteste acordar cedo, por muito que deteste arrumar, por muito que não me apeteça ir trabalhar, tenho que o fazer, porque ninguém o vai fazer por mim a não ser que tenha rios de dinheiro.
Mas crescer cansa, de facto, muito.

Sem comentários:

Enviar um comentário