20 de abril de 2011

Romance - Parte II

Bem cedo senti os raios de luz, que entravam pela janela, iluminarem a minha cara. E assim acordei.
Fui como que presenteada com a melhor visão do mundo. Ele lá estava deitado a meu lado a dormir.
Não contive um sorriso, até porque ele só me transmitia uma sensação de paz, felicidade. Tudo o que precisava.
Ainda pensei que poderia estar a sonhar, por isso fui percorrendo o braço dele com a minha mão ao de leve e parei na sua face, acariciando-a com todo o carinho que havia dentro de mim.
Não tardou muito para que ele lentamente começasse a despertar. Assim que abriu os olhos e olhou para os meus, estremeci por dentro. Aqueles olhinhos de sono eram tão acolhedores...
Sem dizer uma palavra, abraçou-me e beijou-me.
E assim ficamos por algum tempo.
Uma manhã de sonho para quem está apaixonado.

15 de abril de 2011

Férias!

Férias! Férias! FÉRIAAAAAAAAAAAAS!
Finalmente chegaram.
Já estava farta de tanta escola e de... outras coisas que nem vale a pena mencionar.
Enfim, parece que tudo se torna mais bonito. Os dias, as flores, os animais... Pena as atitudes das pessoas não mudarem também...

Os meus pais dizem que ando muito frustrada ultimamente.
Será para menos? Não.
Se eles se tornassem moscas e vissem as coisas que aturo diariamente... Acho que fazíamos as malas e íamos morar para a Lua.
Ao menos tenho 15 dias sossegadinha... E depois é só mais um mês e acaba.
Finalmente...

11 de abril de 2011

Sobredotada?

Ora bem, as professoras da minha mana (sendo uma ou duas psicólogas), após terem descoberto algumas coisas sobre mim,incluíndo os meus textos, disseram que era bem possível eu ser sobredotada.
SOBREDOTADA? Porquê?
Aprendi a ler sozinha na transição dos quatro para os cinco anos, passei de popular a mais isolada por minha própria vontade, pois não estou para levar com criancices, tiro sempre boas notas e escrevo da forma que escrevo... É só isso que faz de mim sobredotada?
Bem, a minha mana explicou-me que existem vários graus de sobredotação, há pessoas como o Einstein que são génios e há pessoas como... eu?
É possível eu fazer um teste para descobrir e sinceramente não fico chocada se for ou deixar de ser, mas é mais curiosidade que outra coisa...

9 de abril de 2011

My Life in Words #75

Sábado, 9 de Abril de 2011

Querido diário,

Finalmente, FÉRIAS!
Estava a ver que nunca mais chegavam e já estava a desesperar. Preciso de descanso!
Ontem foi o último dia e, à noite, houve a entrega dos diplomas do Quardo de Honra. Este ano foi, ou pelo menos pareceu, passar mais depressa. O tema foi "Diversidade Cultural" inspirado pelos alunos de diversos países que frequentam a minha escola, penso eu.
Talvez por causa do tema a festa tenha sido mais interessante que nos outros anos... Só sei é que fiquei até ao fim da festa, para variar.
Estava um calor lá dentro! E já estava a intoxicar com a quantidade de perfume que as pessoas usam só para vir ver os meninos no palco... Mas não posso falar muito porque também lá fui...
Eu já devia de estar habituada até porque estive todos os anos naquela festa, mas mesmo assim parece sempre a 1ª vez... Então o Rodolfo que o diga! Coitado... Quando viu que estava prestes a chegar o momento de irmos ao palco buscar o "prémio" (canetas, como todos os anos), começou a andar de um lado para o outro e a fazer coisas... estranhas como é costume.
Eu também não parava de dançar na cadeira, é verdade...
Enfim, para o ano, em princípio, há mais.

Grenade - Bruno Mars. WTF?




Oh meu Deus!
Mas o que é isto?
O rapaz só pode estar parvo.

Enfim, a música em si é bonita, a voz dele também, mas agora a letra? Não.
A miudagem anda por aí a pensar que isto é romântico...
Por amor da Santa !
O rapaz diz que apanha uma granada pela rapariga que atirou tudo o que ele tinha para o "lixo"... Apanhar uma granada???
Isso é romântico?
Se o meu namorado me dissesse que apanhava uma granada por mim eu dava-lhe um abanão.. Sim, porque se assim fosse, ele rebentava à minha frente e eu ia viver o resto da minha vida numa enorma depressão e remorsos.
Agora, se ele me empurrasse para longe do raio da granada e nos salvassemos os dois, isso sim, é amor.

A letra desta música é basicamente masoquismo.

Ah, e ele no início queixa-se que no 1º beijo deles, que a rapariga estava com os olhos abertos e ele não entende porquê.
Antes de mais, como é que ele sabe que os olhos dela estavam abertos?

Ai gente... Que mania de dizer que uma música é perfeita apenas porque é bonita ou porque quem a canta é lindo/a de morrer...
E então e a letra???

6 de abril de 2011

Verdadeira Amizade

Não sou pessoa de ter muitos amigos que sejam verdadeiros, importantes, marcantes. Mas, na verdade, tenho alguns e, por isso, aproveito este texto para me dirigir a eles, um por um, de maneira a que lhes possa mostrar o quanto significam para mim, cada um à sua maneira.

Rafael Bastos,
tu és muito mais que um amigo, que um primo, és irmão. És a pessoa mais chegada a mim.
Se soubesses como é complicado descrever o quanto te adoro e admiro pela pessoa que és...
Posso dizer que és, nada mais, nada menos, que um motivo de orgulho. Entrenós não há complexos, não há segredos nem há barreiras e a tua personalidade é rara, completamente espetacular. Os nossos momentos são, de facto, indescritíveis. Representados neles estão toda a amizade e cumplicidade que nos unem, desde que tenho memória.
Tenho a certeza que este "Nós" é para a vida.

Pedro Silva,
quase 7 meses após te ter conhecido, posso dizer que não há ninguém que se preocupe tanto comigo como tu.
És, sem dúvida, muito mais que um namorado. és um melhor amigo.
Embora nem sempre estejas aqui, a presença é algo que nem sempre é físico, estás sempre no pensamento e no coração.
Estás sempre disposto a ouvir-me, os meus problemas são sempre tratados contigo e, como nem tudo na vida são coisas más, és o motivo da minha felicidade. Fazes-me rir, fazes-me feliz, fazes-me sentir bem com a pessoa que sou, e é por isto que te amo.
Eu e tu, sempre e para sempre.

Vânia Castro,
tu és uma pessoa reservada, senhora de si, muito despachada, seja com o que for e, sinceramente, dá-me muito gosto estar contigo, conversar contigo.
És um bocado Snob, mas nunca tinha visto nenhum com tanta piada!
É por causa dessa mistura de características que raramente se juntam que adoro quem tu és. A tua maturidade é venerável, a tua seriedade é invejável, mas o teu lado mais solto e divertido é único!
Muitas vezes chego a casa a chorar de rir por ter a tua companhia pelo caminho. Às vezes rio sozinha ao lembrar coisas que nos acontecem à ida para casa.
Já lá vão 10 anos desde que nos conhecemos, e só mais recentemente te "descobri".
És uma pessoa que não tenciono, de modo nenhum, perder.

Por fim, mas não menos importante:

Juliana Cardoso,
tinha conhecimento da tua existência há mais de 6 anos, mas só há 1 é que calhamos, por acaso, na mesma turma e aí tive a oportunidade de te conhecer.
És uma pessoa bastante caricata. Tens ar de "não me toques", mas és exactamente o contrário.
Humildade, tranquilidade, distracção e divertimento são os melhores sinónimos que consigo encontrar para ti. És completamente fiel a ti própria e sei que mo és a mim também.
És outra pessoa que me faz rir muito!!

Enfim, eu podia continuar a escrever a noite toda, mas acho que já cheguei onde queriae, por isso, vou parar por aqui.

Foi assim que a maioria dos rapazes se tornou no que é hoje em dia.

"Estou disposto a usar outra versão de mim. Versatilidade. Não vou esperar por ti, mas faço-te o jantar.
Vou dormir sem ti, mas sonho contigo.
Estou cheio de ti, mas vazio por dentro.
Estás bem longe, mas continuo ao teu lado.
Sou independente... Não tenho rótulos... Não pertenço a ninguém. Mas mesmo assim o meu coração só me leva a ti.
É amor, raiva, injustiça e tristeza, tudo junto. Sinto-me desmoronar...
A culpa é tua? Não, mas é por tua causa.
Porque tenho saudades de ouvir "Amo-te", porque tenho saudades de um beijo teu, porque me bastava um olhar para ficar feliz... e agora nem me olhas nos olhos.
Será o fim? Não sei... não quero acreditar nisso por muito que me esteja a custar agora.
Estou um bocado morto. Incompleto.
E acho que é assim que vou ficar, para sempre.
Amo-te?
Sim, amo.
Quero-te?
Sim, quero.
Dói?
Muito!
Foste a única por quem me apaixonei verdadeiramente, será que não percebes?
Será que não percebes que é tudo o que faço é por ti e para ti?
Queria que me entendesses, nem que fosse uma só vez.
Se soubesses o quão é difícil...
Porque é que não és comigo como és para os teus amigos? Porque é que tens de ser tão diferente? És dura comigo, má para mim.
Mas enfim...
Já passou tudo. Simplesmente passou.
Passou-te tudo ao lado como se nada fosse. Ou melhor... Não deve ter sido nada para ti.
Coisas que tanto custaram a construir  foram abaixo em momentos com simples palavras... Foi-se tudo.
Duvido que volte."

4 de abril de 2011

Falta de tempo... Desabafo... Felicidade

Não se pode dizer que seja falta de tempo, mas sim um pecado capital, preguiça!
Já não escrevo há muito tempo e tudo por causa do raio desta falta de vontade de me exprimir... E tenho tanto para dizer.
Se vir que isto está a ficar muito grande, divido em partes.

Começando, a Primavera aparentemente é uma estação muito perigosa para certas pessoas. Não por causa das "transformações" que possam ocorrer nelas ou com elas, mas sim, com a postura, atitudes e baixa maturidade dos outros.
Há aqueles que ficam com as hormonas aos saltos, e, pelo que parece, bem altos! Tudo o que lhes sai da boca tem referências sexuais, ainda que o assunto não tenha nada a ver. Sim, é verdade. É cada vez mais frequente, agora, vindo das pessoas que ninguém espera.
Outros, devido à falta de atenção, decidem actuar e encarnar personagens cujas histórias são absurdamente ridículas. Fingir doenças, problemas e afins, não tem piada nenhuma. E embora a atenção seja reposta nessas pessoas, não deixa de ser coisa de minutos ou horas.
Existem ainda aqueles que sempre foram desbocados, mentirosos, extravagantes, oferecidos, vendidos e falsos, mas agora numa versão um bocado pior. Não dizem coisa com coisa e estão sempre à espera de... conflitos.

Provavelmente estarão a pensar (e mesmo que não estejam, tanto se me dá como se me deu):
"- Mas quem é que aquela gaja pensa que é para apontar o dedo a todos e mais alguns???"

Resposta: Eu sou uma gaja que está bem consciente da pessoa que é e dos defeitos que tem. Não é superior a ninguém, mas não admite que a tentem inferiorizar. Tem tento na língua e sabe sempre dizer o que deve e quando deve, em vez de andar por aí a dizer merdas que não têm jeito nenhum. Uma gaja que tem maturidade, responsabilidade e, o mais importante, educação suficiente.

As pessoas que não são afectadas pela Primavera constituem um número muito reduzido da população adolescente. São os observadores, acho. Aqueles que precisam de criar um blog, para evitar que a cabeça exploda de tanta maldade, estupidez e tristeza que para aí anda...



Agora, para acabar bem, FELICIDADE!
Estamos na última semana de aulas antes de acabar o 2º Período e, finalmente, acabaram-se os testes!
Vou poder voltar a dormir mais descansada, ou melhor, vou poder voltar a dormir...
Esta pausa vai ser espetacular após 4 meses de aulas sem parar.
É só mais esta semana, tem que passar depressa...