2 de maio de 2011

Falar de ti

Hoje apetece-me falar de ti. Não há motivo especial para o fazer, nenhuma ocasião.
Acordei a pensar em ti e na forma como me olhas quando me queres dizer algo amoroso sem falares; como o teu abraço me envolve cheio de força como se me quisesses prender a ti; como eras capaz de me dizer o quanto me amas sem parar; como suspiras exactamente quando eu suspiro de tão apaixonado que estás e do quão triste te encontras quando te lembras que me vou embora; da forma como me dás a mão; da forma como sorris, falas, cantas, andas, pensas, olhas, tocas, amas.
Conheço-te tão bem...
Apeteceu-me falar de ti.

1 comentário: