7 de maio de 2012

Recompensa

Hoje, mais uma vez tive um vislumbre de que tudo pode estar ao nosso alcance , basta querermos.
Nada é impossível.
Nada.

6 de maio de 2012

Nova história

Hoje levantei-me cedo e comecei a escrever uma história que não me parece que seja curta (o que é ótimo para mim). É supostamente sobre uma rapariga que tem um blog conhecido mundialmente e sobre a sua vida, os seus amigos e amores, e os seus posts. Todas as noites ela escreve algo que reflita o que se passou nesse dia, embora numa forma mais filosófica e abrangente de forma que várias pessoas se consigam relacionar com o asunto.
Ainda está de aspeto muito bruto, mas já arranjei uns nomes para as personagens intervenientes de momento, já arranjei nomes para os estabelecimentos e já sei que tudo se passa em Nova Iorque junto do Central Park. Só não tenho é nome para a história, mas isso vê-se depois.

Já tinha saudades deste sentimento de inspiração.

5 de maio de 2012

Una menina muito ocupada

Bem, esta reta final dos estudos não perdoa. Uma pessoa não tem tempo para nada "extracurricular".
É só estudar, decontrair um bocadinho, namorar e o resto é só preocupações, trabalho e mais trabalho.

O meu computador foi à vida.
Deu-lhe um AVC e está em estado vegetativo de momento. Um colega do meu pai ficou de ver o que podia fazer por ele e enquanto isso, emprestou-me um portátil dele. Muito simpático!

A minha irmã anda a fazer um curso de unhas de gel e Nail Art. Até se tem saído bem!
Na semana passada fez-me um moranguinho e um pinguim nas unhas, ficou uma "marabilha"!

Não escrevi mais nada a não ser um enorme relatório para Português acerca de uma ida ao Teatro de São João para assistir à peça "Alma", de Jõao Carinhas, na qual não participei, sendo, por isso, tudo baseado no que os meus colegas descreveram. Um massacre para as minhas costas todo o tempo que desperdicei a escrever uma composição enorme com introdução, desenvolvimento e conclusão definidos, para que este nem sequer fosse lido.