30 de novembro de 2013

Como tudo aconteceu.

Antes de TI




Depois de TI

 
Isto foi quando te conheci.
 
 
 
Isto foi quando te conheci melhor...
 
 
Isto era o suposto.
Mas não foi o que aconteceu, porque tu me ligaste e eu ...
 
 
Por isso eu..
 
 
Disse-lhe adeus.
 
 
 
E fiz o que devia ter feito há muito tempo
 





Fui feliz !
 
 
Depois de NÓS:
 
 
 




 
 
 
 
És tão importante <'3
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

18 de novembro de 2013

Lamento.

Lamento que tenhas tido de assistir àquele momento menos agradável de hoje.
Quando te disse que tinha os meus traumas não estava a mentir.
A culpa não é tua e nunca vai ser, mas há momentos e ações que me levam de volta e soltam os meus demónios. O meu demónio. Demónio só, que ele não é meu.
No entanto iludi-me ao pensar que tinha tudo sobre controlo. Como viste, não tenho. Tanto não tenho como outros fatores me controlam e me fazem ter medo e reagir como reagi hoje.
Acredita que não foi rejeição, foi reação. Uma das centenas feridas abriu e doeu tanto como quando foi feita pela primeira vez.
Nunca pensei que tivesses de lidar com estas assombrações e odeio ter de te fazer passar por isso, mas não é algo que consiga evitar. Lamento.

O que aconteceu tu bem sabes. Já to tinha contado e não me atrevi a fazê-lo de novo.

Há coisas que se fazem sentir com maior intensidade cada vez que são relembradas.
Não ia aguentar mais.

Desculpa.

14 de novembro de 2013

"Hoje não aceitas que a rapariga que estavas habituado a usar como um brinquedo tenha aprendido a brincar também, não é?"



13 de novembro de 2013

Esqueci-me!

Com tantas coisas que acabaram por acontecer eu esqueci-me.




Ainda não fui ver o pôr-do-sol.












Levas-me?

Sou má.

Quando ando a passear pela net a ver outros blogs onde só se lê:
-Eu amo-te! Mas tu magoas-me! Mas és lindo! Mas traíste-me! E que quero-te.. Morto mas vivo, aqui mas longe, nos meus braços mas sete palmos debaixo da terra... Ai estou tão confusa! Porque é que tem de ser tudo tão difícil?!

Eu faço isto:





Já aí estive.

7 de novembro de 2013

Carta ao... Não escrevo cartas.

Aqui estou eu, na escola, em casa, na rua, em qualquer lado. A pensar em ti.
As pessoas falam, os carros passam, os miúdos brincam, os 'stores mandam vir e eu continuo aqui, a pensar em ti e na forma como andas, falas,pensas, beijas e amas.
Eu costumava sonhar com aquele que mudaria o mundo, faria de mim uma pessoa melhor e seria a parte de mim que faltava. Mas eu não sonho mais. Eu penso.
Eu penso porque tu viste e tornaste os meus sonhos realidade, mudaste tudo, fizeste de mim alguém melhor a completaste-me. Abriste-me os olhos e a mente, fizeste com que percebesse, deste-me tempo e eu compreendi que preciso de ti e, mais importantemente, te quero.
Agora és meu.
E não te vou deixar ir facilmente. Nunca vou mudar de opinião, olhar para trás nem arrepender-me.
Pegaste-me na mão, agarraste-a com força, levaste-me contigo e eu deixei-me ir.
Fizeste-me confiar outra vez. Confiar em ti. E eu acredito quando dizes que sou bonita, quando me dizes que sou tudo, quando dizes que sentes a minha falta e acredito quando dizes que me amas. Isso é porque também sinto a tua falta, também te quero, também és lindo e és importante, mas mais importante ainda é que te amo.

5 de novembro de 2013

Dia 8 - Uma música que me lembra o meu "primeiro amor"


Black Veil Brides - Rebel Love Song





Eu era rebelde e tinha uma coisa para te dizer.

4 de novembro de 2013

Fim...? Sim? :D

Mentiste, usaste, abusaste, riste, ignoraste, chantageaste e fizeste tudo aquilo que tu quiseste. E eu deixei.

Mas cresci, pensei, decidi e acabei com algo falso, algo que não era real e que não deveria de ter passado de um determinado ponto, quer para uma das partes ou para a outra.

Agora sim é que dou valor ao que é ser feliz, realmente feliz. Segui em frente. E tu também.

Não quero mesmo voltar atrás. Não me obrigues a fazê-lo.


1 de novembro de 2013

Dia 07 - Uma música que me lembra o último Verão


Ellie Goulding - Burn